Quem sou

 
 

Fotografia é a vida do brasileiro, Guilherme Bordini. Natural de Ribeirão Preto – um dos mais ricos, importantes e bem situados municípios do estado de São Paulo, Região Sudeste do Brasil – local onde fez sua primeira foto, quando descobriu sua vocação para trabalhar com essa arte, inicialmente como hobby, fotografando a cidade como idolatria nas fotos noturnas. Estreou na fotografia profissional realizando seu primeiro trabalho num aniversário de 15 anos e, em seguida, casamentos, cerimoniais, ensaios... e não parou mais. Hoje, aos 33 anos, responsável pelos batizados na Igreja Catedral de Ribeirão Preto, entre outras parcerias com grandes empresas e projetos, como os Estúdios Kaiser de Cinema, é, sem sombra de dúvida, um dos mais renomados fotógrafos especialistas em foto arte, isto porque ele reflete toda sua peculiar maneira de enxergar o mundo nas fotos que produz.

Parte do know-how que obteve durante estes sete anos provém dos livros, das revistas especializadas e de conversas com alguns profissionais experientes desta atividade maravilhosa, que lhe trouxe o aprendizado necessário para ser diferente, ousado, inovador, e, ao mesmo tempo, técnico, produzindo fotos inéditas, registrando o momento inesquecível de felicidade, e transmitindo, através das fotografias, a emoção a outras pessoas que as vejam.

Dedicado à sua paixão pela fotografia e dono de um estilo inconfundível, particular e único, o talentoso fotógrafo garante a qualquer um sair-se muito bem ao ser clicado por suas lentes, pois, dá a tudo aquilo que fotografa um sentido ímpar, além do seu significado óbvio. Assim, produz álbuns arrojados que agradam a todos os gostos, sendo inúmeros os clientes satisfeitos e apreciadores da foto arte, a qual compreende a linguagem da luz e mescla de técnica com tendências.

Sempre receptivo, de sorriso fácil, é impossível ser fotografado por Guilherme Bordini e não se identificar com a energia e a sensibilidade que lhe são característicos. Afirma o fotógrafo que o objetivo primordial do seu trabalho é o relacionamento interpessoal, estar preparado para conhecer, relacionar-se e comunicar-se com qualquer pessoa, em qualquer situação, estabelecendo vínculos com o fim de obter o melhor do indivíduo e captando esse predicado na fotografia, que ele acredita ser um autorretrato. “Fotografar e ser fotografado nada mais é do que uma troca; é preciso doar-se para receber. Para mim, a fotografia é algo sublime, como uma missão para ajudar as pessoas”, resume.

Atualmente, Guilherme trabalha com duas vertentes profissionais: uma chamada ‘Guilherme Bordini’, dirigida diametralmente pelo excelente fotógrafo, e a outra denominada ‘Equipe Guilherme Bordini’, formada por experientes fotógrafos que atendem o país todo fotografando. Uma equipe muito bem preparada para fotografar no estilo, na visão e nos detalhes de Guilherme Bordini.

 


BIOGRAFIA

Criado em um Mac

2001 - 2013